quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Através de Projeto de Resolução o Deputado Bruno Correia Concede o Diploma Cristo Redentor ao Sr. Luciano Hulk

                                                                                               Foto: Divulgação

DIPLOMA CRISTO REDENTOR

FICA INSTITUÍDO,NA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO,O DIPLOMA CRISTO REDENTOR DESTINADO A PREMIAR ANUALMENTE PERSONALIDADES QUE RECONHECIDAMENTE HAJAM PRESTADO MERITÓRIA E DESTACADA CONTRIBUIÇÃO AO DESENVOLVIMENTO DO TURISMO NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. ESTA PREMIAÇÃO TERÁ VIGÊNCIA PELO PRAZO DE DOIS ANOS,PODENDO HAVER PRORROGAÇÃO POR PERÍODO IGUAL. O DEPUTADO QUE PROPUSER A CONCESSÃO DO DIPLOMA CRISTO REDENTOR FARÁ ATRAVÉS DE PROJETO DE RESOLUÇÃO,DEVIDAMENTE JUSTIFICADO E ACOMPANHADO DE CURRÍCULO DO NOME PROPOSTO. O DIPLOMA DEVERÁ SER ASSINADO PELO PRESIDENTE DA ALERJ – ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO,PELO PRESIDENTE DA COMISSÃO PERMANENTE DE TURISMO E PELO( S) DEPUTADO(S) AUTOR(ES) DO PROJETO DE RESOLUÇÃO.

JUSTIFICATIVA:

VÁRIAS CONQUISTAS SE COLOCARAM PARA O SETOR TURÍSTICO NACIONAL E COM RELEVÂNCIA, PARA O ESTADO DO RIO DE JANEIRO. A COMISSÃO DE TURISMO PROPÔS A OPORTUNA CRIAÇÃO DE UMA COMENDA QUE POSSA REPRESENTAR A BELA HISTÓRIA DO TURISMO QUE AQUI TEVE COMO PALCO E CENÁRIO OS MAIS EXPRESSIVOS FATOS E SITUAÇÕES


Projeto de Lei do Deputado Bruno Correia é Aprovado Por Unanimidade na Alerj


O Projeto de Lei nº 815/2011 – Dispõe sobre advertência quanto ao uso excessivo do sal de cozinha.

O uso excessivo do sal de cozinha causa sérios danos a saúde. Muitas pessoas desconhecem o problema, mas estudos realizados comprovam que em excesso o sal pode causar diversos tipos de doença como: edemas, insuficiência cardíaca, cirrose, doenças renais e hipertensão arterial.




O Deputado Bruno Correia Vai Participar na Tarde de Hoje da Manifestação "CONTRA A INJUSTIÇA EM DEFESA DO RIO"


A mobilização tenta derrubar na Câmara a proposta de redivisão das receitas do petróleo aprovada pelo Senado, que amplia para R$ 125,6 bilhões até 2020 as perdas fluminenses com legislações desfavoráveis ao Rio, como as do ICMS sobre petróleo e energia e do Fundo de Participação dos Estados (FPE).

terça-feira, 8 de novembro de 2011

O Deputado Bruno Correia, Participou da Reunião de Preparação Para o Ato Público “Contra a Injustiça - Em Defesa do Rio”.


Texto: Letícia Sics/Governo do Estado do Rio de Janeiro

Ato Contra a Injustiça - Em Defesa do Rio será realizado no dia 10 de novembro, às 15h

Representantes da sociedade civil, parlamentares e prefeitos participaram, nesta segunda-feira (7/11), no Palácio Guanabara, da reunião de preparação para o ato público “Contra a Injustiça - Em Defesa do Rio”. A concentração para a passeata contra a nova distribuição dos royalties do petróleo, na Candelária, será na próxima quinta-feira (10/11), às 15h. A expectativa é de que mais de 100 mil pessoas participem da caminhada, que será feita pela Avenida Rio Branco até a Cinelândia.

Durante a reunião, o governador Sérgio Cabral lembrou que a nova distribuição dos royalties do petróleo é inconstitucional.

- O que está em jogo é um princípio democrático, é um princípio de justiça, de respeito às leis, de respeito às normas constitucionais, de respeito ao pacto federativo - disse o governador.

O procurador-geral de Justiça, Cláudio Lopes, afirmou que a nova legislação vai de encontro à constituição do país.

- Do ponto de vista jurídico, é completamente inconstitucional. É uma legislação afrontosa à lei maior e temos a certeza de que no Supremo Tribunal Federal, o guardião da lei maior, isso não passará. Afinal, é uma afronta a nossa constituição federal - explicou.

Segundo dados do governo estadual, o Rio de Janeiro vai perder, já em 2012, cerca de R$ 3,3 bilhões. Para o vice-governador Luiz Fernando Pezão, o prejuízo para as cidades será enorme.

- No mínimo por 10 anos, o governo estadual e as prefeituras vão sofrer e penar. Vão quebrar os 92 municípios e mais os do Espírito Santo e mais os de São Paulo. Isso é de uma gravidade, de uma violência. Temos que mostrar isso ao Congresso Nacional e à população - afirmou Pezão.

Representantes da CUT, Força Sindical e do sistema Fecomércio-RJ falaram sobre a preocupação com a diminuição da geração de empregos com a perda da receita dos royalties do petróleo. Segundo o presidente da Fecomércio, Orlando Diniz, a instituição estima a perda de cerca de um milhão de postos de trabalho no estado.

O presidente do Sistema Firjan, Eduardo Eugênio, ressaltou a necessidade da mobilização de todos.

- Esse projeto poderá trazer um desgaste inimaginável para o Rio. Já pedimos às indústrias que liberem seus funcionários, na tarde do dia 10, para que estejamos juntos na Candelária.

O governador Sérgio Cabral chamou a população para lutar pelos direitos do Rio.

- Hoje houve uma demonstração clara da união do Rio. O Rio não quer nada mais que seus direitos. Não quer que receitas tão importantes para o dia a dia das pessoas sejam comprometidas. O Rio de Janeiro não pode abrir mão dessa mobilização no dia 10. Acho que vai ser um ato cívico, uma mobilização muito forte da população e essa reunião demonstrou isso. É uma prova da maturidade da sociedade do nosso estado. Estão todos sendo mobilizados. Teremos pontos facultativos, as concessionárias estão franqueando o transporte, como vão fazer a Metrô Rio, a Supervia, as Barcas AS, a Fetranspor e tudo isso vai nos ajudar muito - disse o governador.

Participaram da reunião mais de 50 prefeitos do estado, deputados federais e estaduais, além de representantes do poder judiciário, comércio e indústria do Rio. Os senadores Marcelo Crivella, Lindberg Farias e Francisco Dornelles também se pronunciaram sobre as perdas para o estado, caso a nova redistribuição dos royalties seja aprovada.

Faixas em mais de 20 pontos do Rio e de Niterói

Até quinta-feira, grandes faixas vão chamar a atenção das pessoas em mais de 20 pontos do Rio e de Niterói. Os clubes de futebol do Rio também estão engajados, assim como pensionistas e aposentados do Estado do Rio, que serão muito prejudicados caso a redivisão dos royalties entre em vigor. Por isso, eles terão um espaço especial para se manifestarem: 5 mil aposentados e pensionistas ficarão bem em frente ao palco.

TV Alerj - Audiência Pública da Comissão de Saúde

Através de Indicação Legislativa do Deputado Bruno Correia, Nilópolis, Vai Receber a Primeira Clínica da Saúde do Município.

A Indicação Legislativa Nº 73/2011 de autoria do deputado Bruno Correia, foi aprovada no plenário da Alerj, no dia 01/11/2011.
A Clínica da Saúde funciona no mesmo molde das Unidades Básicas de Saúde (UBS) e têm como objetivo reforçar a prevenção e a promoção da saúde, além do diagnóstico precoce de doenças. Nessa nova estratégia - que está sendo reforçada em todo o país pelo governo federal, em parceria com estados e municípios - o cidadão tem acompanhamento de equipes de saúde, compostas por médicos, enfermeiros e auxiliares.
Os usuários da Clínica da Saúde terão acesso, ainda, a vacinas, exames laboratoriais, raios-x, ultrassonografia e teste do pezinho. O tratamento e o acompanhamento de pacientes hipertensos, diabéticos, com tuberculose e hanseníase também estarão disponíveis, o que diminuirá a evolução de doenças mais graves que, quando não tratadas adequadamente, podem resultar em infartos, acidentes vasculares cerebrais, insuficiências renais, entre outras.

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Comissão de Saúde Realiza Audiência Pública - Diabetes Mellitus

                                                            (Foto: André Coelho/Alerj)


A comissão de saúde da Alerj, realizou no dia 07/11, no  Plenário Barbosa Lima Sobrinho,audiência pública para tratar do tema: Diabetes.
O objetivo é desenvolver políticas públicas para os portadores,financiamento para tratamento da doença,e discutir a estratégia de enfrentamento ao diabético. 
A médica Lenita Zajdenverg fez um levamentamento epidemiológico e apresentou que o Brasil é o quinto maior país com portadores da doença.

Entenda sobre diabetes:

Diabetes mellitus é uma doença metabólica caracterizada por um aumento anormal do açúcar ou glicose no sangue. A glicose é a principal fonte de energia do organismo porém,quando em excesso, pode trazer várias complicações à saúde como por exemplo o excesso de sono no estágio inicial, problemas de cansaço e problemas físicos-táticos em efetuar as tarefas desejadas. Quando não tratada adequadamente, podem ocorrem complicações como: Ataque cardíaco, derrame cerebral,insuficiência renal,problemas de visão, amputação do pé e lesões de difícil cicatrização,dentre outras complicações.

Sinais e sintomas:

A tríade clássica dos sintomas da diabetes:
  • Poliúria (Aumento do volume urinário),
  • Polidipsia (Sede aumentada e aumento de ingestão de líquidos),
  • Polifagia (Apetite aumentado).
Outros sintomas que são importantes ressaltar,incluem: Perda de peso e visão turva.

Conheça agora os tratamentos,que são baseados em cinco conceitos.
  • Conscientização e educação do paciente,sem a qual não existe aderência.
  • Alimentação e dieta adequada para cada tipo de diabetes e para o perfil do paciente.
  • Vida ativa,mais do que simplesmente exercícios.
  • Medicamentos:
    • Hipoglicemiantes orais e insulina.


Desde o dia 14 de fevereiro de 2011 o ministério da saúde brasileiro está implantando o projeto "Saúde Não Tem Preço" que disponibiliza os remédios para diabetes gratuitamente em 15.000 farmácias do país.